Smartwatch, você ainda vai ter um

À medida que a tecnologia avança, vemos o surgimento de novos devices e o completo remodelamento de outros que vêm para facilitar a nossa vida cotidiana e acabam por gerar mudanças no comportamento das pessoas.

Há poucos anos atrás, tínhamos que carregar um telefone celular, um GPS, um MP3 e uma câmera digital. Hoje, a junção destas necessidades e o aparecimento de outras deram origem aos Smartphones.

O relógio de pulso, inventado por Abraham Louis Bréguet em 1814,  tem passado por inúmeras modificações.  Ele, que nasceu como uma adaptação do relógio de bolso pode, facilmente, ser transformado numa jóia, ser considerado símbolo de status ou ser essencial para algumas profissões e modalidades esportivas.

Com o número crescente de empresas, principalmente no mercado de mobile, já encontramos opções bem interessantes de Smartwatch, as quais   – com certeza – serão aperfeiçoadas rapidamente. Modelos da Sony, Samsung, Qualcomm e Pebble já estão disponíveis para compra e podem ser adquiridos no Brasil  pelo preço que varia de 400 a 1200 reais.

A LG também já anunciou, para este ano, o lançamento do seu G Watch que, com sistema Android Wear, promete brigar por uma fatia do mercado, principalmente pelos recursos  de reconhecimento de voz que facilitarão a vida do usuário. Segundo rumores, a Apple vem preparando algo especial para este segmento e deve apresentar  a novidade  ainda neste ano.

Basicamente, todas as versões disponíveis hoje funcionam com o relógio sendo conectado ao Smartphone via Bluetooth ou NFC, assumindo assim o controle de diversas funcionalidades pela sua interface. A falta de um fone de ouvido e a necessidade de pegar o celular para falar numa ligação ainda sugerem que a era dos Smartwatches está apenas começando.

Seguindo a inquietação  do ser humano de reinventar as coisas, logo poderemos ver os smartphones saindo das bolsas e bolsos e indo parar nos pulsos. De pulso em pulso, viva os impulsos da tecnologia!

Deixe seu comentário